Meu caderno de poemas

Silvailde Martins

Silvailde Martins Publicado 30/09/2020 


Se eu puder aconselhar-vos na educação das meninas, e quiserdes aceitar esta recomendação, eu vos diria que a melhor forma para torná-las mais serenas é instruir-lhes com poemas. Toda mãe deveria começar o dia com um poema sob o travesseiro da filha. Poemas nos fazem levitar, aquieta-nos a alma e nos dão a leveza que a vida precisa. Claro está que estou tratando de um gênero específico de natureza diferenciada. 

Não me aterei às questões teológicas, pois esta já é de "per si" uma necessidade da alma para nos achegarmos a Deus, e portanto, um devocional ou leitura bíblica diária é o alimento espiritual. 

Eduquei a Flor com os provérbios de Salomão e com os poemas. Fizemos um caderno onde ela transcrevia aqueles por mim selecionados. 

Na próxima revisão do curso traremos um pouco sobre a versificação para vermos o quanto é importante atentar para a estrutura de um poema perfeito.

Sem mais discursos, hoje quero sugerir para o caderno dos seus filhos, OS POEMAS de Mário Quintana.

Os poemas são pássaros que chegam

não se sabe de onde e pousam

no livro que lês.

Quando fechas o livro, eles alçam voo

como de um alçapão.

Eles não têm pouso

nem parto

alimentam-se um instante em cada par de mãos

e partem.

E olhas, então, essas tuas mãos vazias,

no maravilhado espanto de saberes

que o alimento deles já estava em ti...


 

Voltar ao topo